You are here

Adicionar novo comentário

Error message

  • Notice: Undefined index: comment_node_blog_form in drupal_retrieve_form() (line 807 of /home/pasvasco/public_html/home/includes/form.inc).
  • Warning: call_user_func_array() expects parameter 1 to be a valid callback, function 'comment_node_blog_form' not found or invalid function name in drupal_retrieve_form() (line 842 of /home/pasvasco/public_html/home/includes/form.inc).

[AEFEUP] A verdade da mentira...

Porque, durante os meus mandatos, nunca deixei nenhum estudante de engenharia sem resposta, gostaria de comentar o post que o Leonardo Proganó colocou no seu blog, assim como, o email que o Diogo Costa enviou a todos os membros da lista que venceu as eleições, sobre a forma de comunicado. Não penso ser esta a melhor forma de falar sobre assuntos tão importantes como este, mas foi o escolhido pelo Leonardo e por isso respeitarei essa decisão.

Para que esta resposta se torne mais directa, vou fazê-la por pontos (não escolho o caminho mais fácil mas o que mais promove uma melhor compreensão):

Ponto 1: Não me recordo de vos ter insultado, ou a algum amigo vosso. Mas não nego, porém, a vontade que se tentou apoderar de mim depois do desrespeito, discriminação e me terem privado o direito à palavra;

Ponto 2: Tudo o que o meu irmão, os meus amigos, e as pessoas que me acompanharam durante os 3 anos em que liderei a AEFEUP fizeram, não é da minha responsabilidade e não serei eu a justificar qualquer atitude que possam ter tomado ou alguma declaração que tenham proferido. Todos são cidadãos responsáveis e só a eles poderá ser pedido qualquer esclarecimento;

Ponto 3: Quanto ao comic que coloquei no meu blog, apenas vos posso dizer que foi um presente de um amigo e que espelha os meus sentimentos e estado de espírito nos dias seguintes ao resultado das eleições e, mais tarde reforçados aquando da cerimónia de tomada de posse. Além do mais, na vida há que ter sentido de humor e saber ver além do expresso nas poucas linhas que constroem aquela peça. Eu, por exemplo, consigo identificar a inteligência de quem criou aquele post.

Ponto 4: Certamente possuímos parâmetros de avaliação bem diferentes, pois não considero que o meu projecto tenha falhado. Foi um projecto sem prazos rígidos, mas com objectivos bem delineados e que se efectivaram no crescimento da nossa AEFEUP. Insultuosas, bem mais que o comic, penso serem a avaliação mal informada que têm feito do meu trabalho e a constante agressão à minha pessoa. E quando falo em meu projecto e meu trabalho, falo do projecto e do trabalho de uma equipa, que também foi desrespeitada.

Ponto 5: Porque o meu único interesse na AEFEUP é o seu contínuo crescimento e fortalecimento, sempre mostrei vontade de colaborar com a nova Direcção, e as que a ela se sigam, assim como sempre pedi aos que comigo trabalharam para fazerem o mesmo. E mesmo até depois de tudo o que foi dito durante o período de campanha eleitoral, recordo-vos que reuni com representantes quer da nova Direcção, quer da nova MAG. Contudo, após a tomada de posse, torna-se mais difícil de tomar a iniciativa de cooperar, pois a dor da arrogância com que alguns assumiram o cargo para que foram eleitos, envergonha qualquer dirigente associativo e qualquer estudante.

Ponto 6: Sobre as condições em que vos entregamos o edifício da AEFEUP e o seu material, não posso deixar de vos alertar para o seguinte:
a) as raquetes de ping-pong nunca estiveram no armazém, mas sempre sob responsabilidade da Fátima (secretária da AEFEUP), de forma a facilitar a requisição e utilização das mesmas por parte dos nossos estudantes;
b) a PS3 estragou-se durante a Liga PES, tendo os últimos jogos sido realizados num equipamento emprestado;
c) apenas um dos dois portáteis da AEFEUP não possui carregador pois, com o passar dos anos (já tem pelo menos 6), avariou;
d) como alguns dos computadores estavam alocados a pessoas, para além dos materiais do trabalho que desenvolviam na AEFEUP, estes tinham lá documentos pessoais e, por isso, é que os equipamentos foram formatados, mas não sem antes haver uma cópia do que lá existia no servidor da AEFEUP;
e) como se pode confiar em pessoas que assumem cargos de extrema relevância na representação de estudantes e, a primeira atitude que tomam é de tamanha reprovação?!
f) não posso deixar de corrigir o que escrevem, uma vez que, todas as chaves de todas as fechaduras do edifício, estavam na sala da presidência;
g) também não me recusei a ceder as passwords, até porque estas só me foram pedidas no passado dia 19 de Junho e no dia seguinte foram cedidas, exceptuando o caso de um membro que me pediu uma password de acesso ao fórum da Politica Educativa, quando na verdade o que necessitava eram permissões de administrador, mas tratei disso também com prontidão;

Ponto 7: Como o Leonardo tão bem refere no seu twitter, em qualquer cerimónia existe um protocolo estabelecido. Mesmo na gestão do nosso quotidiano, e mesmo que não o notemos, regemos-nos por um código de valores que é o nosso protocolo de relacionamento. Nas cerimónias dos órgãos da AEFEUP, entre os quais as AGs, e uma vez que não possuímos um protocolo próprio, assumimos o protocolo da FEUP. Contudo, e no caso concreto da tomadas de posse, há pormenores bastante diferentes entre a cerimónia em que assume o cargo o director da Faculdade ou os membros dos órgãos da AEFEUP. Posso inclusive informar-vos que, da última vez que existiu mudança de presidente na Direcção da AEFEUP, o Presidente cessante usou da palavra (O Diogo provavelmente não esteve atento, mas se quiser eu posso fornecer-lhe fotografias que o provam). Na cerimónia do passado dia 12 de Junho, todos os presidentes cessantes tomaram da palavra, excepto o presidente da Direcção. O grave não é alterarem o protocolo! O grave é terem protocolos diferenciados dentro da mesma cerimónia. Além disso, há que ter em atenção que ao não me deixarem falar, não foi só um desrespeito pela minha pessoa e pelo cargo que desempenhei nos últimos três anos, mas por todos os que fizeram parte das últimas três direcções, por todos os que me elegeram, pelos estudantes presentes na cerimónia, por todos os outros membros da AEFEUP, e pelas instituições representadas naquela cerimónia e que têm cooperado e trabalho com a AEFEUP ao longo dos anos, das quais destaco a FEUP, a FAP, o IPJ e a Unicer.

Ponto 8: Na minha opinião, quem errou na cerimónia da tomada de posse, a não me ceder a palavra, foi o presidente da MAG cessante, que deveria ter-me cedido a palavra antes de começar a dar posse aos novos órgãos. Aquilo que eu disse ao Diogo no decorrer da mesma foi "que protocolo é este que não me deixam falar antes de darem posse aos novos elementos". Não usei nenhum palavrão (conforme ele refere no referido email aos membros da lista que venceu as eleições), até porque não é meu costume fazê-lo, além de que estava ao meu lado o professor José Fernando Oliveira. O Diogo, ao longo da cerimónia, mesmo assim, deveria ter arranjado um espaço para eu intervir. Foi aí que ele falhou!

Ponto 9: Desafio ainda, o Diogo a utilizar o mesmo método (enviar um email para todos os elementos da lista que venceu as eleições) e esclarecer todos os que enganou dizendo que nas últimas 5 tomadas de posse nenhum presidente cessante falou, assim como a explicar estes pontos todos.

Espero que a minha resposta seja de alguma forma esclarecedora e que vos ajude a saberem como continuar o vosso mandato de forma realmente séria.

Cumprimentos sinceros,

Paulo Vasconcelos
Presidente da Direcção da AEFEUP
Junho 2006 - Junho 2009

PS: A pedido de várias pessoas vou disponibilizar a hiperligação para o blog do Leonardo e o email enviado pelo Diogo
http://tambemconhecidopor.blogspot.com/
Comunicado à Lista E - Diogo Costa