You are here

[AEFEUP] uma análise aos 8 meses de mandato

Durante estes últimos anos, em que tenho desempenhado funções de representação estudantil, sempre adoptei uma postura séria e responsável, preocupando-me apenas em dar o melhor de mim para que os estudantes da FEUP sejam os maiores beneficiários.

Em Junho de 2009, aquando da minha saída da presidência da Direcção da AEFEUP, em comunicado, informei os que tomavam posse dos órgãos sociais, que continuaria atento, de forma a assegurar que a Associação de Estudantes continuasse o processo de evolução em que se encontrava.

Durante estes 8 meses de mandato muitos são os assuntos da Associação de Estudantes que têm sido tratados com muita leviandade e irresponsabilidade. Por isso, resolvi fazer uma análise construtiva e genuína de algumas situações, de forma a ser interpretada como sugestão para auxiliar a tarefa dos que governam, dando pontos de vista diferentes para originar novas ideias.

Assembleias Gerais
- A Assembleia Geral para aprovação do Plano de Actividades e Orçamento do actual mandato, foi convocada de forma a coincidir com reunião da Assembleia Estatutária, fazendo com que os estudantes que representam o corpo discente tivessem de optar.
- Em várias Assembleias Gerais foi notório o total desconhecimento de normas estatutárias e regimentais por parte de elementos da Direcção e da MAG, tendo falhado em convocatórias e mostrando que nem sequer conheciam o Regimento que propuseram para aprovação.
- A MAG apenas se tem limitado a redigir as minutas de actas (que servem para efeitos deliberativos), não redigindo as actas que traduzam o que realmente se passa nas Assembleias Gerais.

Orçamento
O Orçamento apresentado para este mandato pela Direcção é totalmente irrealista. Mais grave, é o orgulho demonstrado pelos elementos da Direcção, que não reconhecendo os erros, não corrigiram o documento.

Relatório de Actividades e Contas
- Como a MAG falhou na marcação da Assembleia Geral, era obrigação da Direcção da AEFEUP ter disponibilizado aos associados o relatório no prazo estipulado.
- Depois das críticas que surgiram aquando da apresentação do orçamento para este mandato, a Direcção deveria ter tido o cuidado de anexar ao Relatório de Contas do 1º Semestre, uma tabela da execução orçamental.

Relatório de Contas IPJ
- O Relatório Final PAJ-PAE relativo a 2009 deve ser encarado com seriedade e responsabilidade pois é bastante importante e a sua aprovação é crucial para o futuro desta Associação de Estudantes. Este relatório apenas foi disponibilizado pela Direcção da AEFEUP uma hora antes da Assembleia Geral, pelo que os associados não tiveram tempo para o analisar e ter uma posição sobre o mesmo.

Candidatura ao apoio anual do IPJ
- Como os apoios do IPJ, são destinados para as actividades de cada ano civil, e os mandatos na AEFEUP são de Junho a Junho, cada apoio concedido pelo IPJ “apanha” dois mandatos. À semelhança do que foi feito no passado, a Direcção da AEFEUP deveria ter solicitado à Assembleia Geral a aprovação da candidatura.

Máquinas de Venda Automática
- As máquinas de venda automática de alimentos, foram colocadas no edifício B mesmo antes da Assembleia Geral, órgão máximo deliberativo da Associação de Estudantes, ter dado o seu parecer positivo para a assinatura do contrato plurianual, conforme exigem os Estatutos desta Associação de Estudantes.

Resposta da Direcção ao parecer do colega Filipe Borges Teixeira
- No seu comunicado a Direcção da AEFEUP afirma que o colega FBT teceu “um conjunto de afirmações que faltam à verdade e que são, inclusive, puníveis por lei”. Se tem tanta certeza, porquê que não agiu em conformidade?

Contudo, devo realçar que as críticas que enumero, devem ser vistas num espírito positivo e construtivo, e não como pretexto para concretizar ambições pessoais.

Comentários

Óptimo texto.

Espero que saibam ler este texto duma forma construtiva e aprender e lidar com os erros cometidos através deste tipo de iniciativas.

A melhor maneira de aprender e lidar com as situações que decorrem durante uma AEFEUP é através de experiências passadas e muita motivação. Por isso, de uma forma construtiva, leiam, aprendam e corrijam os erros feitos por uma melhor AEFEUP, por uma FEUP mais optimista e dinâmica.

es o maior

É com tristeza que leio este texto. Tristeza porque a maioria dos alunos da FEUP ao ler o e-mail não se vai interessar por ler o resto. Tendo em conta que a maioria só olha para festas e afins, nunca vamos sair da "cêpa torta" como diria a minha mãe.

Concordo com o que foi escrito, e acredito piamente em tudo, apesar de não estar por dentro de todos os assuntos. Porque se falham nuns aspectos podem perfeitamente falhar noutros tão ou mais importantes.